Principais dúvidas na contratação de um Detetive Particular Parte 2

Principais dúvidas na contratação de um Detetive Particular Parte 2

As provas podem ser usadas em processos judiciais?

O uso de provas pode ocorrer sim. Entretanto, é necessário que o detetive particular e o contratante tenham auxílio jurídico quanto a esse fato. O profissional de investigação particular deve prezar pela legitimidade e legalidade das provas coletadas durante o trabalho de investigação. Por isso, profissionais sérios contam com setor jurídico para auxiliar seus clientes neste tipo de situação.

Como contratar um profissional de investigação particular?

O mercado oferta grande número de profissionais que dizem atuar como investigador particular. Entretanto, é necessário verificar se esse profissional é registrado (hoje a profissão é regulamentada) e sua reputação.

Detetive particular pode usar arma e prender pessoas?

A resposta aos dois questionamentos é não. O porte de arma não foi liberado ao profissional de investigação durante as tratativas de regulamentação da profissão. Prender pessoas só é permitido a quem trabalha em órgãos de segurança pública, como a polícia militar, por exemplo.

Existe uma regulamentação da profissão?

Como mencionado, sim. Desde 2017, por intermédio da Lei 13.432/17, o detetive particular pode atuar de forma regulamentada, ou seja, com o respaldo da legislação brasileira. Ele deve seguir normas, tudo para evitar que se ocorra casos de abuso no exercício da profissão.

 

Fonte: Detetive Daniele