A diferença entre um espião e um detetive

A diferença entre um espião e um detetive

Falando da forma mais simples, o detetive particular investiga a fundo determinado assunto. Esse profissional é capaz de colher provas baseadas na realidade, e tem como seu principal objetivo ajudar as pessoas. O espião, como o nome já sugere, ele espia (e não investiga).

Os filmes criaram um forte estereótipo em relação a essas duas profissões, assemelhando as duas como sinônimos. Então, precisamos desmistificar essa imagem de que o detetive é um espião. O detetive particular é um profissional especialista que atua dentro da lei. Vamos falar um pouco sobre essas duas áreas.

A profissão do detetive particular tem causado cada vez mais muita curiosidade nas pessoas, principalmente porque diversos estereótipos são difundidos em livros, jogos e produções audiovisuais. Enquanto isso, os serviços de investigação particular oferecidos por este profissional estão sendo cada vez mais procurados e, com isso, acabam gerando inúmeras dúvidas em relação à atuação dos detetives.

Função do detetive particular

O detetive particular é uma figura totalmente contrária ao espião. Aliás, diversas vezes ele pode ser contratado para atuar em situações envolvendo casos de contraespionagem. O detetive particular tem como especialidade comprovar fatos e coletar evidências que podem ser usadas judicialmente. Em outras palavras: as informações podem ser apresentadas no tribunal, caso necessário.

O detetive particular é um profissional reconhecido por lei federal e no mercado e, em sua grande maioria, trabalham em parceria com advogados e outros profissionais que buscam a sua ajuda.

Função do espião

Já o espião, por sua vez, é uma figura à margem da lei. Sim, ele também busca coletar evidências, porém, não se importa em descumprir regras e leis. A respeito da metodologia de trabalho, existe uma diferença muito grande e gritante. O detetive preza por clientes que realmente necessitam do serviço, são sigilosos e não por mera curiosidade. No caso do espião, as motivações têm pouco peso para a realização da tarefa.

Geralmente, quem faz a contratação de detetive particular acredita que ele irá trabalhar como uma espécie de espião. Mas, essas atividades são distintas e as investigações particulares conduzidas pelos detetives seguem os parâmetros legais. Alguns clientes costumam até pedir coisas absurdas ao detetive particular, e pela responsabilidade não podemos infringir a lei.

Em algumas situações, há casos em que uma pessoa consegue desempenhar as duas funções, de espionar e investigar. Entretanto, é necessário seguir procedimentos que estejam de acordo com a legislação.

 

Fonte: Detetive Amaral