Quais são as principais técnicas de espionagem industrial?

Quais são as principais técnicas de espionagem industrial?

Espiões especializados em roubar segredos de empresas têm técnicas diversas – das sutis até as mais violentas

Vigilância discreta

O espião persegue um funcionário-alvo até conseguir flagrar algum podre (como flagrantes sexuais ou uso de drogas), para chantageá-lo em troca de informações.

Sequestro-relâmpago

Treinado(a) pelo espião, uma garota ou rapaz de programa atrai o empregado para uma emboscada. Com intuito de extorsão, a pessoa é ameaçada ou torturada.

Engenharia social

Se o funcionário-vítima for tímido, o agente simula simpatia e afeição até consolidar uma falsa amizade que estimule desabafos sobre a empresa. É um golpe a longo prazo.

Infiltração

Um olheiro é instalado pela concorrência por meio de um programa de trainee, estágio ou simples admissão. Ele se entrosa com a equipe até obter os dados necessários.

Cooptação

Quando não é possível infiltrar um espião, utiliza-se um colaborador. Por exemplo, um acadêmico, para realizar pesquisas sobre a empresa e consultar seus arquivos.

Recrutamento operacional

Aplicado quando a infiltração e a cooptação são inviáveis. O jeito é convencer um funcionário a trair a companhia, com a promessa de uma pomposa recompensa.

Introdução de softwares

Em 2012, a fornecedora de antivírus Symantec calculou que ataques de hackers a empresas causaram um prejuízo global de US$ 113 bilhões.

Grampo telefônico

Só é bem-sucedido com o auxílio de um técnico de telefonia. Fiel ao espião, ele irá decodificar o que de fato presta em meio a todo o conteúdo captado.

Escuta ambiental

Coisa de cinema: disfarçado, o espião visita a empresa e, num momento de distração dos anfitriões, esconde dispositivos que transmitem áudio e vídeo em tempo real.

 

Fonte: Superinteressante