CYBERBULLYING: EFEITOS PSICOLÓGICOS E COMO IDENTIFICAR O AGRESSOR

CYBERBULLYING: EFEITOS PSICOLÓGICOS E COMO IDENTIFICAR O AGRESSOR

Fonte:

https://www.elitedetetives.com.br/blog/detetive-particular/cyberbullying-efeitos-psicologicos-e-como-identificar-o-agressor

Cyberbullying é definido como uma forma de bullying ou assédio por meios eletrônicos de comunicação, como telefones celulares, notebooks, computadores e tablets. A partir desses dispositivos, os agressores podem atingir seus alvos por meio de mensagens de texto, fotos ou vídeos, geralmente mantendo o anonimato. Embora todos os comportamentos prejudiciais ocorram online, os efeitos psicológicos do cyberbullying podem ser muito sentidos na vida real e podem ter consequências desastrosas se não forem controlados.

Neste contexto, identificar o agressor é primordial para tomar as medidas cabíveis. Assim, existem grandes chances de fazer com que o abuso pare.

QUAIS SÃO OS EFEITOS PSICOLÓGICOS DO CYBERBULLYING?

Existem várias repercussões de longo prazo que podem afetar a psique de uma pessoa devido ao assédio, ameaças e constrangimento. Por isso, não é de se estranhar que existam diversos efeitos psicológicos do cyberbullying. A seguir, você confere alguns deles:

Baixa autoestima:

O bullying, em sua essência, reduz a autoestima da vítima, pois ela percebe que não é apreciada por seus colegas ou conhecidos. Se seu filho ou um ente querido costumava ser alegre e vivaz, mas parece menos confiante e corajoso ultimamente, pode ser hora de examinar o que está acontecendo em sua vida.

Sentimento de angústia:

As respostas típicas e imediatas ao ser vítima de um cyberbullying incluem raiva, frustração e tristeza. Na angústia da vítima, os agressores podem facilmente ofuscar seus movimentos criando várias contas de mídia social e personas para esconder suas identidades, bem como fazer parecer que a vítima é odiada por muitos em vez de apenas uma pessoa.

Isolamento também é um dos efeitos psicológicos do cyberbullying:

As vítimas de cyberbullying muitas vezes se fecham, afastando-se de familiares, parentes e amigos. Elas podem passar muito tempo sozinhas como resultado. Na maioria das vezes, isso ocorre porque são levadas a acreditar que são um incômodo para outras pessoas só por estarem perto. Ou, ainda, que os outros querem lhes causar dor ou dano emocional.

Assim, ser vítima de cyberbullying pode fazer com que sejam excluídos ou ostracizados na escola ou no local de trabalho, o que significa que acabam sozinhos como uma coisa natural.

E, ENTÃO, COMO IDENTIFICAR O AGRESSOR?

Se você sofre cyberbullying ou suspeita que seu filho ou ente querido está sendo vítima disso, é importante manter as linhas de comunicação abertas com pessoas confiáveis. Mas, se quer descobrir quem é o agressor, você também pode contratar um serviço de investigação particular.

Um detetive particular possui acesso a equipamentos tecnológicos de ponta e conhece diversas técnicas investigativas. Dessa forma, pode conduzir uma investigação e, muitas vezes, consegue identificar o culpado pelo assédio. Inclusive quando esse indivíduo é alguém anônimo e se esconde atrás de uma tela de computador.

Esse profissional também pode obter evidências que comprovem que o bullying está ocorrendo e extrair essas evidências de postagens de mídia social, mensagens de texto, e-mails, fotos e outras formas de comunicação.

Descobrir essas informações pode ajudar as pessoas a se livrarem de seus agressores ou um pai preocupado a definir o que é possível fazer para proteger a criança ou adolescente. Além disso, as evidências podem ser posteriormente utilizadas em um processo civil e/ou em uma investigação criminal